sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Governo do RN divulga logomarca


O foco no Rio Grande do Norte é destaque na marca e no slogan adotados pelo novo Governo do Estado. A governadora Rosalba Ciarlini e o vice-governador Robinson Faria aprovaram a arte, no início da tarde desta sexta-feira (28), em reunião com o assessor de Comunicação Social, Alexandre Mulatinho.

Na marca, a sigla do estado aparece em destaque na composição dominada por tons de azul, se unindo ao vermelho do slogan, que traz a frase “Governo do RN: reconstruir e avançar”. A ideia é combinar força e modernidade, expressas nas tipologias escolhidas para compor a nova arte. O material foi criado e produzido pela agência Art&C, uma das que atendem a conta do Governo desde a gestão anterior.

A marca e o slogan traduzem os valores (austeridade, seriedade) e os compromissos (reconstruir a máquina pública, fazer o Rio Grande do Norte avançar) que definem a gestão iniciada em 1º de janeiro. “O foco do Governo é fazer o Rio Grande do Norte acontecer, reconstruindo os serviços públicos, recuperando o equilíbrio orçamentário, avançando na luta por crescimento social e desenvolvimento econômico. Somente assim será possível gerar novas oportunidades de trabalho e renda e elevar os indicadores sociais, melhorando a vida das pessoas”, explicou o assessor de Comunicação Social, Alexandre Mulatinho.

Ele destacou que a marca e o slogan respeitam – nas cores, tipologias e conceitos – o princípio maior da impessoalidade, que deve orientar a publicidade governamental. “Esta foi uma determinação cabal da governadora Rosalba Ciarlini: restringir as peças aos limites legais, sem subterfúgios ou sutilezas que pudessem caracterizar qualquer tentativa de promoção individual ou ganho político pessoal”, observou o assessor.


Fonte: Assessoria

Á espera da lembrança

As chuvas caídas no Rio Grande do Norte não amenizaram o clima entre correligionários da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e que aguardam nomeações no Diário Oficial do Estado (DOE). Em diversas cidades oestanas a mesmíssima situação: esperam pela lembrança do apoio dado nas eleições do ano passado. Mas é preciso ter calma.
Não tem nem um mês que Rosalba assumiu o Governo do Estado, mas esse fator não está sendo levado em consideração.
Em Grossos, por exemplo, o ex-prefeito João Dehon da Silva tem apregoado que ficará com a Casa da Cultura. O mesmo diz Francisco Emílio Oliveira. Outras lideranças que apoiaram a governadora também querem. E aí? O que fazer?
Essa realidade não é só em Grossos. Se o governo informasse a quantidade de acessos ao DOE online se teria a real dimensão da ansiedade de quem apoiou Rosalba.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Revista apreende 112 celulares e dois quilos de maconha na Penitenciária de Parnamirim


Cumprindo determinação da governadora Rosalba Ciarlini, a Secretaria de Justiça e Cidadania – SEJUC realizou na manhã desta quinta-feira (20) nova inspeção na Penitenciária Estadual de Paranamirim, localizada no bairro Pitimbu. A revista aconteceu no pavilhão 2, composto por 18 celas, e apreendeu 112 aparelhos de telefone celular, 102 chips, dois quilos de maconha prensada e acondicionada em trouxas, 100 gramas de crack, 14 facas - sete de produção industrial e sete artesanais , 14 maricas (cachimbos improvisados para fumar crack), 40 carregadores de celular e uma balança improvisada com uma régua de 30 centímetros, cordões e sacos plásticos que utiliza moedas para pesar as drogas.

“É a maior apreensão de celulares da história no sistema penitenciário do Estado”, avaliou o secretário da SEJUC, Thiago Cortez. O secretário explica que as revistas cumprem o que determina a Lei e esse trabalho vai continuar. Esta foi a terceira revista na atual administração. A primeira aconteceu na própria penitenciária de Parnamirim, no pavilhão 1, e resultou na apreensão de 12 celulares. A segunda foi realizada no Centro de Detenção Provisória de Candelária e apreendeu oito celulares.

O secretário Thiago Cortez destacou a atuação dos agentes penitenciários que, mesmo com as diárias operacionais em atraso desde o ano passado, estão se dedicando ao trabalho. Também registra a atuação do Grupo de Operações Especiais do sistema penitenciário e do Batalhão de Polícia de Choque no apoio incondicional aos agentes do Serviço de Inteligência do Sistema Penitenciário – INFOPEN, e, ainda, do comando da Polícia Militar.

“Esse trabalho combate a corrupção no sistema prisional”, ressaltou Thiago Cortez registrando que o Governo do Estado também está desenvolvendo esforços para instalar bloqueadores de celular nas proximidades dos presídios, monitorar os acessos com câmeras de vídeo, intensificar as revistas e recuperar aparelhos de raio X. “É preocupação do governo evitar que equipamentos e drogas entrem nos presídios. Estamos tomando as providências para combater a corrupção. É preciso combater o bandido travestido de agente público. O trabalho honesto deve se sobrepor à corrupção. Os agentes vão ter orgulho da profissão”, declarou Thiago Cortez.


Fonte: Assessoria

Abordagem truculenta

Que a segurança pública no Rio Grande do Norte é um baita problema que o governo Rosalba Ciarlini (DEM) deve resolver, isso todo mundo está careca de saber. O 'x' da questão é que a forma como alguns policiais fazem a abordagem levanta dúvidas sobre o tipo de treinamento que recebem ao ingressar na PM.
Digo isto pelo fato de ter presenciado, mesmo de longe, uma abordagem dia desses. Não é coisa que se diga. Dois carros da PM seguiram um rapaz que guiava uma moto e o alcançaram ao longo da Rua Marechal Deocoro, no bairro Paredões.
O palavreado usado pelos policiais é impublicável, mas adianto o mínimo que foi dito: "Porra, rapaz, quando a gente mandar parar é para parar. Quando a gente mete bala..." É o que se fala em toda e qualquer abordagem?
Outro dia, no mesmo bairro, um homem foi obrigado a se deitar no chão e encostar o rosto no asfalto quente. A ação também foi fruto de abordagem. Quando souberam que o cara era filho de policial, simplesmente pediram desculpas.
A abordagem policial deve ser feita assim, de forma truculenta? O que o Estado tem a dizer sobre a humilhante situação a que é submetida o cidadão? Sim, porque nem todo suspeito é bandido. E nem todo bandido é suspeito.
É hora do alto comando da segurança pública trabalhar uma ação de qualificação policial. Não basta apenas colocar PM's nas ruas. É preciso que os novos e antigos profissionais sejam reciclados. Não há espaços para vícios antigos.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Saúde orienta 16 estados a atualizar planos de emergência contra a dengue

O Ministério da Saúde orientou as secretarias de saúde dos 16 estados com alto risco de enfrentar uma epidemia de dengue a atualizar seus planos de emergência, que consiste na estratégia a ser adotada em caso de grande quantidade de casos e mortes da doença.

A orientação foi dada aos secretários estaduais durante reunião hoje (19) com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e representantes da pasta. “Se a gente não agir agora, podemos ter todo o semestre comprometido”, alertou Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde.

Dos 16 estados, 14 já têm plano de contingência, conforme levantamento do ministério. O Rio Grande do Norte e o Tocantins ainda não apresentaram o plano ao governo federal.

Os estados também deverão notificar os casos suspeitos de dengue e mortes no prazo de 24 horas. Nos próximos dias, o ministério vai publicar uma portaria regulamentando a obrigatoriedade.

Cada estado foi orientado a implantar um comitê para acompanhar a evolução da dengue e controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue. Os 16 estados com alto risco de epidemia de dengue são: Acre, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Tocantins, Mato Grosso, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

O ministério vai implantar um sistema online, que está em fase de teste, para monitorar semanalmente os casos da doença e, diariamente, as mortes por dengue nos 70 municípios em estado de atenção, informou Padilha. O sistema será abastecido com informações vindas dos estados e municípios.

O Rio de Janeiro foi o único estado a não participar da reunião. De acordo com o ministério, uma das funções do gabinete de emergência montado no estado por conta das inundações na região serrana é adotar medidas contra a dengue.

Fonte: Agência Brasil

Governo anuncia compra de 26 mil carteiras

Em reunião ocorrida nesta terça-feira, 18, entre o Ministério Público Estadual, Procuradoria Geral do Estado e Secretaria de Estado da Educação e Cultura foi fechada com êxito a licitação para a compra de 26 mil novas carteiras para o ano letivo 2011. A ação se deu graças a um convênio entre governo do Rio Grande do Norte e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE.
“Diante da iminência do início do ano escolar tivemos de ser rápidos para que não fosse perdida essa verba de convênio” Disse o Procurador Geral do Estado, Miguel Josino.
Esta foi a terceira de uma série de reuniões realizadas entre a Procuradoria e a Secretaria de Educação e Ministério Público, e começaram a partir da iniciativa do Ministério Público em entregar para a então governadora eleita, Rosalba Ciarlini, um documento que continha uma pauta de sugestões para vários setores do governo, entre eles, a educação. A idéia é continuar com reuniões mensais entre os três órgãos.
“Estamos mapeando a secretaria, começando com ações ligadas a equipamentos, estrutura e transporte, precisamos dar funcionalidade e recuperar as ações da secretaria, temos que definir uma a ser cumprida” Disse a secretária Betânia Ramalho.
De acordo com Miguel Josino, o Ministério Público, através da promotora Carla Campos Amico,e o Procurador Geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, está assessorando juridicamente a secretária Betânia Ramalho para auxiliar nas medidas administrativas a serem tomadas para dinamizar as ações dentro da Secretaria de Educação.
Outro ponto que está sendo debatido é a reposição de aulas, a preocupação é que não repostas apenas o número de aulas, mas que também o conteúdo seja alcançado. “Essas ações estão sendo feitas para garantir o início do ano letivo sem prejuízo para os alunos, queremos combater a evasão escolar e colocar o professor de volta para a sala de aula”, disse o Procurador. Também está havendo uma checagem no quadro de professores para averiguar o acúmulo indevido de cargos.
A secretária Betânia Ramalho revela: “o levantamento não é só dos professores que não estão em sala de aula, mas de todos os servidores. Queremos saber quem é quem, onde estão e o que fazem.” E completou: “a partir disso queremos adotar um plano que mostre resultados na qualidade da educação que é entregue à sociedade do Rio Grande do Norte.”
Fonte: Assessoria

José Dias nega, mas caminha para ser líder do governo

Dia desses o deputado estadual José Dias (PMDB) afirmou à imprensa que não estava de olho na liderança do governo na Assembleia Legislativa. Afirmou que o deputado Getúlio Rego (DEM) tinha mais "pose" de líder, até pelas questões partidárias.
Agora surgem especulações que derrubam as palavras do peemedebista: ele aparece como certo para o posto.
As afirmações de José Dias, com isso, foram para lembrar a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) que ele a apoiou? Teriam sido intencionais, no sentido de desviar o foco das atenções em virtude de uma negociação pré-existente?
O certo é que, se as especulações vingarem, Dias será o líder do governo. E quanto a Getúlio Rego? Bom, o caminho aí seria outra acomodação.
Como o DEM elegeu apenas dois deputados, tende-se a conversar com um parlamentar eleito pela coligação agora governista e fazer com que Getúlio Rego assuma a liderança do DEM na Casa. Uma medida para compensar o ego do democrata.